cão de loiça, 2020

o dia-a-dia do cão de loiça

20 (entre ± 70x70cm), tinta de água, grafite e pastel de óleo s/cartolina recortada

 

 

“je voulais juste exister, pour une fois”

“moi, j’ai envie de pleurer tout le temps”

“il y a trop de solitude dans ta vie”

moi, j’ai envie de toi

all I have is time – depuis toujours – et j’en ai marre

(…) Mourir.., dormir, rien de plus… et dire que par ce sommeil nous mettons fin aux maux du cœur et aux mille tortures naturelles qui sont le legs de la chair (…)                                     excerto de Hamlet em francês

 

A Avaria, poema de Roger Wolfe

Dar amor, já sei.
Mas não funciona.

Mostrar piedade, já sei.
Mas não funciona.

Eliminar o Eu, já sei.
Mas não funciona.

Acabar com a cobiça,
já sei.
Mas não funciona.

Dar
a outra face,
já sei.
Mas não funciona.

Viver o presente (e não o futuro
nem o passado), já sei.
Mas não funciona.

Que fazer, então?
Não sei.
E não funciona.

 

 

 

Published

Updated

Author

admin

Categories

desenhos